A vacinação é a melhor prevenção da pneumonia

Sabiam que mata 23 pessoas dia? Que afeta mais as pessoas maiores de 65 anos? Ou a partir dos 50, para quem sofre com diabetes, asma, DPOC ou doença cardíaca?… O spot televisivo de 25’’ tem mobilizado as atenções gerais, alertando para a importância da Vacinação Antipneumocócica na Prevenção da Pneumonia.

Sem título-2

A iniciativa é da Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) e insere-se numa Campanha global – Esquadrão Pneumonia – que a este spot e ações na Imprensa juntou mupis de norte a sul do País e um roadshow de rastreios e sensibilização para esta doença cuja prevenção pode significar a diferença entre a vida e a morte.

O spot de TV segue a linha militar do “Esquadrão Pneumonia”, conjunto de pessoas e iniciativas que visam proteger a comunidade e defender a população da doença pneumocócica.
Tal como num cenário militar, assiste-se ao discurso motivador de um superior hierárquico, neste caso do médico, à população. É ele quem vai explicar a importância e os benefícios da Vacinação Antipneumocócica, ao mesmo tempo que fará o reforço junto da população de risco. No final do spot, junta-se simbolicamente a dois outros membros do Esquadrão, uma farmacêutica e um cidadão comum, mostrando que o Esquadrão podemos, e devemos, ser todos nós.

A campanha dirige-se a toda a população, sobretudo a pessoas com mais de 65 anos ou que a partir dos 50 pertençam a grupos de risco, com uma mensagem clara: a vacinação pneumocócica é a melhor forma de prevenir a Pneumonia.
Segundo Carlos Robalo Cordeiro, presidente da Sociedade Portuguesa de Pneumologia, “a imunização na idade adulta é uma das preocupações da Sociedade Portuguesa de Pneumologia, que apela à vacinação antipneumocócica numa faixa etária em que a doença pneumocócica se manifesta sobretudo sob a forma de pneumonia, uma das principais causas de morte preveníveis através de vacinação. Em Portugal, só nos hospitais, mata uma média de 23 pessoas por dia. A maioria poderá ser evitada.”

DEFENDA-SE DA PNEUMONIA.

A pneumonia é uma infeção do pulmão que afeta sobretudo os alvéolos. Pode ser causada por vários microrganismos – bactérias, vírus, fungos, etc.-, sendo que a bactéria Streptococcus pneumoniae (pneumococo) é o principal agente causador da pneumonia, em Portugal.
Esta doença é responsável por óbitos em todos os grupos etários, mesmo em doentes jovens previamente saudáveis. Por isso a melhor defesa é a informação e prevenção.

Quem pode ser afetado?
– Todas as pessoas, especialmente os mais jovens e os mais idosos.
– Pessoas com problemas de saúde como Diabetes, Asma, Doença Pulmonar
Obstrutiva Crónica (DPOC) e Doença Cardíaca Crónica.
– Pessoas com dificuldade em tossir e deglutir, doentes acamados ou com
mobilidade reduzida.

Quais são os sintomas?
– Tosse com expetoração, febre, calafrios, falta de ar, dor no peito quando se
inspira fundo, vómitos, perda de apetite e dores no corpo.
– Cenários de gripe que não apresentem melhorias, ou que piorem
progressivamente.

Como pode ser diagnosticada?
– Exame clínico.
– Auscultação dos pulmões.
– Radiografias do tórax.

Como se pode defender?
– A vacinação é a melhor forma de prevenir a pneumonia.
– Se fuma, deixe de fumar.
– Durante o inverno, evite aglomerados de pessoas.
– Proteja-se do frio.
– Tenha uma alimentação saudável.
– Lave sempre bem as mãos.

Quais são os tratamentos?
– Medicação com base em antibióticos, já que a maioria das infeções é
causada por bactérias.
– Libertação de secreções brônquicas.
– Oxigenoterapia, em situações mais graves.

DE VINTE EM VINTE SEGUNDOS!?
Assinalado a 12 de novembro, o Dia Mundial da Pneumonia celebra-se desde 2009, com o objetivo de consciencializar o mundo sobre a principal causa de morte nas crianças com menos de 5 anos, e de gerar ações que combatam este mal, designadamente na divulgação dos perigos da doença e importância da vacinação…

Apesar de ser um dos males mais facilmente prevenidos na saúde mundial (através da vacinação), de 20 em 20 segundos morre uma criança vitimada pela doença.
Conforme dados da Organização Mundial de Saúde, a doença mata três milhões de pessoas por ano, contando-se cerca de 476 mil mortes infantis…

A PNEUMONIA EM CRIANÇAS
De facto a pneumonia representa um grande problema mundial, designadamente nas crianças, que a ela são altamente suscetíveis por ainda possuírem o sistema imunológico em formação. Em Portugal, é uma das principais causas de enfermidades e de mortalidade na idade pediátrica, sendo a sua incidência anual adquirida na comunidade, isto é, adquirida fora do ambiente hospitalar, de 30 em cada 1000 crianças.

Os vírus respiratórios são os mais frequentemente associados à pneumonia em crianças abaixo dos 5 anos e é comum que mais de um agente possa ser responsável, de uma só vez, pela doença. As bactérias também assumem um papel importante, principalmente nos maiores de 5 anos, sendo o Streptococcus pneumoniae, a principal bactéria responsável por casos graves.

Apesar do número de casos ter diminuído em Portugal nos últimos anos, foi constatado um aumento da gravidade em crianças internadas. Uma das possíveis explicações para esse facto é a emergência de tipos mais agressivos de bactérias, ainda não contempladas em vacinas.

Assim, muito cuidado ainda é necessário. E para evitar esta doença tão grave, os pais devem investir na vacinação, amamentação até pelo menos aos 6 meses de idade e numa dieta nutricionalmente rica para os mais pequenos.

Sobre a imunização de bebés e crianças…
A vacina pneumocócica é indicada para a imunização de bebés e crianças até aos dois anos contra doenças como a pneumonia, meningite, septicémia, otites médias agudas, entre outras. A vacina está disponível em Portugal desde 2001 e faz parte do leque de recomendações da Organização Mundial de Saúde e da Sociedade Portuguesa de Pediatria.

Desde meados deste ano a Prevenar 13, que previne doenças como a meningite e a pneumonia, é gratuita para crianças nascidas a partir de Janeiro.
Além das crianças, esta vacina é igualmente gratuita para a algumas doenças crónicas. E para a restante população, o Estado comparticipa em 15% o custo da vacina.

A IMPORTÂNCIA DE UM AMBIENTE CONTROLADO, EM CASA
Sendo a pneumonia uma doença causada por alguns tipos de bactérias e vírus que podem atuar em conjunto para agravar o quadro da doença, é importante perceber que, dentre as muitas as fontes destes microrganismos, o ar é a principal delas. E daí a importância de melhorar o ar que as crianças respiram em casa.
O purificador de ar Airfree é capaz de reduzir até 99% a quantidade de microrganismos presentes no ar. Além dos benefícios contra esses agentes, é altamente recomendável para ambientes com crianças por ser silencioso, seguro no manuseio e não libertar qualquer tipo de composto químico no ar.

Agradecimentos:
– SPP – Sociedade Portuguesa de Pneumologia
http://www.sppneumologia.pt

– Dra. Cristiane Minussi – Bióloga, PhD em fungos e bactérias.

Coordenação:
MLG – Comunicação e Serviços
mlg@mlg.pt

banner-airfree-ptPowered by Rock Convert