Na prevenção das alergias respiratórias, 10 conselhos!
como evitar o acumular de pó

Na prevenção das alergias respiratórias, 10 conselhos!

Porque para as alergias respiratórias também funciona o velho ditado segundo o qual “a prevenção é o melhor remédio”? Confira alguns cuidados diários que podem ajudar a reduzir as crises alérgicas.

Parece óbvio, mas evitar o acumular de pó é uma das chaves para impedir o aparecimento de alergias, como a rinite e a asma. E para manter a sujidade longe é necessário um esforço redobrado na limpeza de superfícies, móveis e pisos, além de tentar manter o ambiente o mais arejado possível.

Quando existem crianças em casas e elas já têm alergias respiratórias, o cuidado deve ser ainda maior. Para evitar o uso excessivo de medicamentos e garantir que os pequenos tenham uma rotina mais saudável, sem os transtornos das crises de tosses e espirros, listamos algumas medidas simples que ajudam a combater as doenças.

1 – Adeus, bolor!

Mantenha o guarda-roupa arejado e lave as roupas que estão guardadas há muito tempo, antes de as usar. Cobertores e casacos não utilizados há meses também podem ser fonte de ácaros, que por sua vez são causadores frequentes de alergias.

2 – É proibido fumar

O fumo do tabaco ajuda a desencadear crises alérgicas e alergias respiratórias. Mesmo quem não fuma, mas convive com fumadores, acaba por respirar constantemente o fumo, que contém substâncias que provocam inflamação dos brônquios. Ou seja, fique longe do cigarro.

3 – Evite carpetes, tapetes grandes ou cortinas de tecido

Tapetes e cortinas são muito utilizados para compor a decoração do lar, mas se tiver filhos com alergias respiratórias é melhor substituí-los por outros adereços. Aposte nas persianas ou janelas que controlam a entrada de luz. No chão, prefira pisos de madeira ou de cerâmica, que podem ser limpos diariamente, apenas com um pano húmido.

4 – Cuidado com colchões e travesseiros

Como os ácaros se multiplicam no interior dos colchões e travesseiros, é importante criar uma barreira usando capas plásticas impermeáveis. As roupas de cama devem ser lavadas semanalmente com água quente (acima de 56 ºC). (Não temos nas máquinas temperaturas de 56º. Será melhor colocar 60, ficando (a partir dos 60ºC). Outro conselho é que vire os colchões periodicamente, para mudar o lado de contato. Cada vez que realizar esse processo limpe a cabeceira da cama com água quente e sabão.

5 – Mantenha o seu pet limpinho

Geralmente não é o pelo de gatos e cachorros que causa alergia, mas sim as proteínas presentes em glândulas no epitélio (partículas de pele que se desprendem do corpo do animal) e da sua saliva. Assim, antes de adquirir um animal, é preciso verificar se é alérgico ao mesmo.

Para os que o não sejam, é importante lembrar que essa descamação da pele dos bichanos serve de alimento para os ácaros, um dos principais desencadeadores de crises. Mas não se desespere! É possível conviver com animais de estimação, desde que os cuidados com a higiene da casa e do animal sejam intensificados. Para isso deve dar-se um banho semanal nos cachorros, para diminuir a quantidade de pele e de pelos soltos no ambiente. Outra recomendação é impedir que o animal frequente as áreas de convívio da casa, em especial os quartos das crianças.

6 – Beba muita água

A água é essencial para a nossa existência, todos sabemos. Mas o consumo frequente do líquido também é um grande aliado para manter a boa saúde e ficar longe das alergias respiratórias. Passar horas sem tomar água pode fazer com que o nosso corpo fique desidratado e provocar o ressecamento das mucosas nasais, que defendem o organismo dos agentes que causam alergia.

7 – Ar-condicionado com a manutenção em dia

Se tiver um aparelho de ar-condicionado é preciso verificar, com regularidade, a manutenção dos filtros e da máquina. Os ácaros, fungos e bactérias podem estar concentrados nos resíduos que ficam no filtro, e espalharem-se por todo o ambiente. Sempre que possível é bom intercalar períodos com o aparelho ligado e desligado, já que o ar-condicionado suga o ar do ambiente e retira-lhe humidade, prejudicando as vias aéreas e contribuindo para o desenvolvimento de alergias respiratórias.

8 – Invista num purificador de ar

Os purificadores de ar são uma grande ajuda na manutenção de um ambiente limpo e com ar de qualidade. Eles removem diversos tipos de microrganismos e substâncias que deflagram surtos de espirros, comichão nasal e afins. Em resumo, eliminam boa parte da poluição presente no local, filtrando partículas nocivas e renovando constantemente o ar. Para quem for alérgico ou tiver filhos alérgicos, vale a pena o investimento!

9 – Aproveite os raios de sol

Também chamada calciferol, a vitamina D está ligada ao cuidado de uma série de doenças do aparelho imunológico, incluindo as alergias. A deficiência desta vitamina pode provocar raquitismo, alterações no crescimento e nos ossos, além de reduzir a imunidade – o que aumenta as hipóteses de infeções respiratórias. Como 90% da vitamina D que precisamos vem da exposição ao sol, aproveite os raios solares por alguns minutos, todos os dias, e garanta a absorção do nutriente.

10 – Tenha uma vida saudável e feliz!

Por fim, a orientação omnipresente para o combate de todas as enfermidades: tenha hábitos saudáveis. Pratique atividade física regularmente, alimente-se bem e combata o stress e a ansiedade. Afinal, é verdadeira a máxima “mente sã em corpo são”.

Saiba mais:

No blogue da Airfree ou no nosso website!