Microrganismos também vão conosco a banhos!

Tem sido um desassossego na últimas semanas e algo aparentemente inédito no campo da poluição ambiental – praias com bandeira azul, significando que as águas são limpas e próprias para banhos, mas onde, paradoxalmente, microrganismos marinhos causadores de irritabilidade da pele tornaram proibido ou desaconselhada a entrada na água…

 Foi assim nas praias da margem Sul (entre São João da Caparica e o Cabo Espichel) e Linha de Cascais, para grande desapontamento dos banhistas e prejuízos para restaurantes, bares e outro comércio de apoio à época balnear.

 Foi assim e poderá voltar a ser, caso se repitam determinadas condições que levaram a este “fenómeno” capaz de desesperar os amantes do mar, sobretudo quando se encontram em gozo de férias…

“Excessiva presença nas águas de microrganismos marinhos que, em determinadas condições climatéricas, nomeadamente calor excessivo, libertam substâncias potencialmente causadoras de alergias a pessoas mais sensíveis”, foi a conclusão que resultou de análises feitas à água do mar pelas entidades competentes.

 

E assim, entre queixas de vermelhidão e prurido no corpo, as alergias chegam agora a partir do Mar.

A somar às causadas por fenómenos da Natureza ou pelo próprio Homem, seja em terra ou no ar, surge agora uma nova ameaça que vem do Atlântico…

Mas enquanto se espera que não passe de uma situação isolada, podemos quem sabe considerá-la como um “aviso” sobre a poluição e as alterações climatéricas a que se assiste, e em que a mão humana surge com alguma responsabilidade!

banner-airfree-ptPowered by Rock Convert