Os nossos escudos protetores do sol

 Woman Applying Sun Protection On skin

Na passada semana iniciámos o tema de cuidados de proteção da pele quando da exposição ao sol, sabendo-se que os comportamentos de risco continuam, mesmo sendo o cancro de pele uma das possíveis (a pior) consequência da incorreta exposição ao astro-rei…

Concluímos hoje, falando dos tipos e texturas dos protetores solares e adaptação aos vários tipos de peles, bem como alguns cuidados essências com o rosto e corpo, para uma pele saudavelmente bronzeada neste Verão.

Para trás ficaram os anos em que as pessoas, para se protegerem do Sol, usavam misturas de unguentos caseiros, com os quais besuntavam o corpo. Ou, pior ainda, nem sequer proteção usavam. Hoje, com toda a informação de que se dispõe, ninguém deveria ser inconsciente ao ponto de apanhar sol sem um creme protetor.

Diz a tradição popular que “nem todos os sóis são iguais”; nem tão pouco as peles o são, acrescentaríamos nós. Por isso os laboratórios cosméticos oferecem-nos diferentes texturas e distintos fatores de proteção:

 Leite – De cor branca e textura ligeira, absorve-se facilmente. As crianças e os homens são os seus principais utilizadores, já que não deixa película gordurosa na pele. No entanto, as peles muito secas necessitarão de um suplemento de hidratação.

Óleo – Normalmente, as texturas tipo óleo costumam ter índices de proteção baixos e são indicadas para peles já habituadas ao sol. Atualmente podemos encontrar produtos deste tipo cuja textura não é gordurosa. O cúmulo da sofisticação solar são os óleos que repelem a areia.

Creme – Indicadas sobretudo para o rosto, as texturas tipo creme são mais ricas e emolientes do que as citadas anteriormente.

Águas – As águas refrescantes oferecem pouca proteção face ao sol, mas a sua missão é, antes de mais, a de refrescar e proporcionar uma hidratação suplementar. Previamente à água, podemos aplicar um produto com maior índice de proteção.

 – Spray – Geralmente, as texturas apresentadas em spray são os óleos, os leites muito leves, e também a água. Com este método a distribuição do produto é mais cómoda – sobretudo em zonas de difícil acesso, como as costas. Alguns auto bronzeadores têm esta apresentação.

Mas no rosto há que ter muito cuidado, para que o produto não entre nos olhos – exceto com as águas refrescantes. É conveniente aplicá-lo primeiro na mão, e depois espalhá-lo pelo rosto.

 

COMO ATUAM OS FILTROS SOLARES?

Um bom filtro solar deve defender-nos como uma segunda pele. Os filtros solares são ingredientes que podem absorver, dispersar ou refletir os raios ultravioletas. Na realidade, um filtro é uma molécula que absorve energia luminosa, num leque determinado de comprimentos de onda, permitindo reduzir a quantidade de raios ultravioletas – A ou B – que atravessam a pele e alcançam as células.

A molécula filtrante tem um comportamento bastante particular. Ao absorver energia luminosa, o filtro sofre uma modificação e atua como uma espécie de transformador: passa a um estado de excitação para absorver a energia nociva. Mas, antes de poder voltar ao seu estado normal e continuar a funcionar, tem de libertar-se dessa energia nociva. Para isso, transforma-a e dá-lhe uma forma inofensiva: a de calor.

Para que um filtro seja eficaz, deve ser estável. A fotoestabilidade deve constituir uma qualidade básica, mas nem sempre assim é: alguns fotoprotetores alteram-se e perdem eficácia à medida que recebem energia solar. Uma pessoa pensa estar protegida, mas um filtro pode, por vezes, perder até 70% da sua eficácia numa hora de exposição.

Os fotoprotetores solares podem ser de dois tipos: físicos ou químicos.

*Filtros físicos – Atuam refletindo os raios ultravioletas no exterior da pele, isto é, formam uma barreira protetora para que o organismo não os absorva. Entre os filtros físicos, o mais conhecido é o de dióxido de titânio e óxido de zinco. Devido à sua natureza mineral, este filtro é inerte, pelo que pode ser usado em peles sensíveis e intolerantes. A sua presença faz com que o produto apareça branco e opaco – e, por vezes, pastoso; porém, em estado ultrafino, a emulsão é mais transparente e fluida.

*Filtros químicos – Absorvem a energia dos raios solares através de reações químicas no interior da epiderme. Penetram perfeitamente na pele e são fáceis de aplicar; no entanto, em concentrações elevadas podem causar irritação nas peles mais sensíveis. Entre os filtros químicos, destacam-se: filtros UV A – protegem contra o envelhecimento e alergias solares; UV B – protegem das queimaduras; e vitamina E – neutraliza os radicais livres. Frequentemente, utiliza-se uma mistura de filtros químicos num só produto, porque os diferentes filtros químicos absorvem radiações de distintos comprimentos de onda.

Body care, happy attractive women removing makeup in the bathroo
Body care, happy attractive women removing makeup in the bathroom

7 PASSOS PARA PREVENIR O APARECIMENTO DE RUGAS

A pele necessita de proteção eficaz contra as influências internas – stress, alimentação incorreta, tabaco, estilo de vida agitado, etc. –  e externas – poluição, ar condicionado, vento e sol, entre outros fatores que conduzem ao seu envelhecimento prematuro.

  1. Cuide da pele

A forma mais eficaz de se proteger e evitar o envelhecimento prematuro da pele do rosto é começar a cuidá-la o mais cedo possível.

Limpe cuidadosamente o rosto, particularmente antes de se deitar. A pele renova-se sobretudo durante a noite, e por isso deve estar bem limpa de maquilhagem e das impurezas acumuladas ao longo do dia.

Diariamente, aplique um creme de dia com proteção UV, já que um dos principais fatores responsáveis pelas rídulas e rugas que surgem na pele são os raios UV. Estes atuam durante o dia, quase sempre com a mesma intensidade ao longo do ano. À noite, aplique um creme específico, que deve ser mais rico que o de dia, para facilitar o processo de regeneração da pele.

 

  1. Faça uma esfoliação regular

A esfoliação regular torna qualquer tipo de pele mais fina e macia. Após esta limpeza em profundidade, na qual as células mortas e as impurezas são removidas suavemente, a pele adquire maior capacidade para receber em pleno os cuidados seguintes. Ao mesmo tempo, a renovação celular torna-se mais ativa e a pele readquire a sua tonalidade normal.

  1. Faça uma alimentação equilibrada

Mantenha hábitos alimentares saudáveis: coma bastantes frutos e legumes frescos, de forma a ingerir as quantidades necessárias de vitaminas e antioxidantes. Engordar e emagrecer continuamente perturba o metabolismo e causa, em geral, um efeito negativo. Evite o consumo de café e bebidas alcoólicas, que prejudicam a elasticidade e a firmeza da pele. Beba muita água, para evitar a desidratação e favorecer a eliminação de toxinas.

  1. Deixe de fumar

Fumar é, também, uma das causas do aparecimento de rugas. A pele dos fumadores envelhece quatro vezes mais rapidamente do que a dos não fumadores. Isto acontece porque de cada vez que o fumo de um cigarro penetra nos pulmões, um número elevado de radicais livres é libertado.

  1. Estimule os sentidos

A água quente é a forma ideal de massajar suavemente o corpo e relaxar os músculos, fazendo com que o stress acumulado ao longo do dia desapareça. Acrescente ao seu duche de água quente um aroma fresco a flores, como a malva, reconhecida pelas suas propriedades calmantes.

  1. Acalme e relaxe

O estado de stress permanente causa irritabilidade, fechando os vasos finos que se encontram à superfície da pele, o que impede a divisão celular e a formação de fibras de colagénio, além de que produz radicais livres, acelerando o processo de envelhecimento da pele.

  1. Desfrute da Natureza

Ar puro, campos verdes, o sol a brilhar e os pássaros a chilrear são formas de cuidar do físico e da mente, conferindo ao corpo uma leveza difícil de alcançar nos grandes centros urbanos.

 

 

Agradecimentos:

 Revista “Saúde e Bem-estar”

https://www.facebook.com/Revista.Saude.e.Bem.Estar

banner-airfree-ptPowered by Rock Convert