Aspiradores de pó: Saiba otimizar o seu funcionamento

Aspiradores de pó: Saiba otimizar o seu funcionamento

Há mais de 100 anos, um companheiro fiel da limpeza doméstica… Assim podem ser descritos os aspiradores de pó, um utensílio essencial em inúmeros países do mundo para deixar a casa limpa, de forma prática e rápida.

Verdadeiro trunfo do dia a dia, ele higieniza diversos espaços do lar… Mas atenção: existem situações nos quais este aparelho não é o mais indicado e não pode ser utilizado.

Como funcionam os aspiradores de pó

De forma geral, a função dos aspiradores de pó é exatamente, por meio de sucção, retirar o pó e sujidade dos soalhos, móveis, carpetes e tapetes. A maioria dos modelos funciona a partir de um ventilador (anexo a um motor) que cria um vácuo parcial, forçando a sucção da sujidade próxima do bocal do aspirador para um local de contenção. Esse local tanto pode ser externo, como interno, podendo ainda ser descartável, como um saco refil, ou durável, como um contentor fixo.

A permanência em ambientes internos ocupa, atualmente, cerca de 90% da nossa rotina. Assim, a utilização de aspiradores de pó para a remoção regular da sujidade é uma forma de se evitar a má qualidade do ar e o agravamento de sintomas em pessoas alérgicas e asmáticas.

Mas no reverso da medalha…

Contudo, importa referir que o aspirador pode ocasionar a libertação e ressuspensão de partículas e alérgenos no ar. Caso a sujidade aspirada não seja devidamente descartada após o uso do aparelho, há ainda a possiblidade de ele se tornar um reservatório de bactérias, podendo mantê-las viáveis num período de até dois meses, ou dispersá-las para o ar.

Além disso, o próprio motor de alguns modelos pode emitir partículas finas e ultrafinas, que também são prejudiciais à saúde, especialmente de pessoas com problemas respiratórios. Por isso é recomendado que os alérgicos não fiquem no local onde se está a fazer a limpeza com o aspirador de pó.

Vantagens e desvantagens do saco de contenção

Quando o aspirador possui um saco de contenção, este deve ser descartado e substituído por um novo refil. Neste caso, não é necessário entrar em contato direto com o pó, mas haverá um gasto maior com a compra dos sacos de refil e, consequentemente, uma geração constante desse tipo de resíduo.

Por outro lado, um aspirador que não necessita de sacos, isto é, usa um reservatório fixo, é mais ecológico. Em contrapartida, para limpar o contentor será necessário entrar em contacto com a sujidade, possibilitando o escape de pó para o ar durante o manuseio.

Tipos de aspiradores de pó

Há modelos e funções para todos os gostos, necessidades e bolsos: verticais, portáteis, de reservatório, com filtro de água, automáticos ou robotizados, entre outros.

Vejamos alguns:

Aspiradores de pó Com filtro HEPA

Para pessoas alérgicas, a limpeza da casa deve ser feita com aspiradores de alta eficiência, de preferência com filtros HEPA (High-efficiency particulate arrestance). Este tipo de filtro é capaz de reter 99,97% das partículas menores do que 0,3 micrómetros, o que inclui não apenas os ácaros, mas também os seus alérgenos. De forma geral, os aspiradores comuns são capazes de reter apenas partículas maiores e podem ser responsáveis por ressuspender os alérgenos, isto é, enviá-los novamente para o ar. Uma aspiração eficiente é de grande importância, pois os ácaros mortos e as suas estruturas ainda são capazes de provocar alergias.

Robô Aspirador

O modelo robótico pode aspirar, de forma autónoma, o pó das dependências da casa e superfícies. Essa condução sem a necessidade de controle por uma pessoa é possível, pois ao longo de todo o aparelho estão distribuídos vários sensores capazes de detetar e evitar os diversos obstáculos no seu caminho. A intervenção é necessária apenas para o esvaziamento do reservatório da sujidade, para limpar as escovas do aparelho, ou no momento de configurar a forma de ação do robô na limpeza do ambiente.

Aspiradores de pó Com filtro de água

Os aparelhos com filtro de água operam de forma semelhante aos que têm sacos ou reservatórios. Porém, quando o pó for aspirado pelo motor do aspirador, ele passará por um sistema de filtragem a água. Ao longo dessa operação, a sujidade (pó, pelos, etc.) e a maior parte dos alérgenos nela presentes se depositam na água, do que resulta que o ar que irá sair pelo aspirador estará mais limpo. Além disso, ao esvaziar o reservatório de pó haverá menos ressupensação de partículas, pois elas estarão dissolvidas na água. Desta forma, apesar de ser uma opção mais dispendiosa, ela é mais sustentável por não necessitar de refil, e tende a melhorar o ambiente e, consequentemente, o bem-estar das pessoas alérgicas.

O que não podemos limpar com aspiradores de pó?

Antes de começar a limpeza é necessário que conheça as especificações técnicas do seu equipamento, para perceber em que superfícies e situações o poderá utilizar.

Um exemplo simples refere-se ao uso do aparelho para aspirar líquidos derramados. Apesar de existir a função, muitos não a possuem ou só a realizam em situações específicas… Por isso, antes de o tentar fazer confirme se isso é possível, para evitar danos tanto ao aparelho quanto a si mesma(o), como por exemplo um choque elétrico!

Alguns materiais muito duros podem danificar o seu equipamento ou até mesmo causar acidentes ao serem aspirados, tais como cacos de vidros, cinzas quentes/inflamáveis, entre outros.

Em contrapartida, partículas muito finas ou com características específicas podem causar o entupimento de várias partes dos aspiradores. Referimo-nos ao café, farinha, cacau (chocolate), cosméticos em geral, papéis pequenos, terra e cabelos. Alguns desses materiais poderão derreter devido ao funcionamento do aparelho ou, por serem pequenos demais, trespassarem os filtros e/ou reservatório, situações que tendem a facilitar a entrada dessas substâncias nas partes mecânicas (internas) do equipamento.

Nesse caso há a possibilidade de que não se consiga remover, adequadamente, a sujidade do aspirador, sobretudo se ela já tiver atingido o interior do aparelho. E, como consequência, esse acumular de detritos, sobretudo de alguns tipos específicos como as borras de café, poderá facilitar a proliferação de microrganismos, como fungos e bactérias e, eventualmente, ocasionar danos no aparelho.

***

Em conclusão

escolha o aspirador de pó que melhor se adeque às suas necessidades e tenha em atenção que, independentemente do que tiver aspirado, deve sempre descartar, desde logo, a sujidade armazenada no reservatório, evitando a proliferação de microrganismos indesejados e preservando a saúde da sua família.

banner-airfree-ptPowered by Rock Convert