NO DIA MUNDIAL DESTA DOENÇA… “STOP PARA A ASMA”!

NO DIA MUNDIAL DESTA DOENÇA… “STOP PARA A ASMA”!

A Asma é uma doença respiratória crónica de elevada prevalência, afetando mais de 300 milhões de pessoas em todo o mundo.
Em Portugal afeta cerca de 700.000 pessoas, dos quais 175 mil são crianças e adolescentes.


O Dia Mundial da Asma é um evento anual comemorado desde 1998, organizado pelo “Global Initiative for Asthma” (GINA), que tem por objetivo chamar a atenção para esta doença, em todo o mundo.

Com o tema “STOP para a Asma” este Dia, que se assinala a 7 de maio, temcomo objetivo sensibilizar a população para a necessidade de conhecer a asma e as suas complicações, procurando melhorar a adesão ao tratamento e parar a evolução da doença.

“Uma doença sub-diagnosticada e subtratada”

A Associação Portuguesa de Asmáticos (APA) associa-se ao Dia Mundial da Asma 2019, lembrando que esta doença tem início na infância em >70%, particularmente sob a forma de bronquiolites. Mais de um terço das rinites alérgicas, cuja prevalência é de 20/25% na população portuguesa, irão evoluir para a asma. A asma inicia-se quase sempre por tosse irritativa com ou sem pieira. Só mais tarde surge a dificuldade em respirar.

Não tendo cura, esta doença respiratória crónica pode, no entanto, ser controlada. Mas isso não acontece com cerca de metade dos doentes asmáticos em Portugal.

Segundo a APA, “muitos doentes com asma não controlada supõem ser portadores de gripes ou constipações arrastadas, o que dificulta a procura de um melhor e adequado tratamento. É frequente estes doentes recorrerem às consultas de urgência, devido a dificuldades na acessibilidade rápida ao seu médico assistente nos centros de saúde, e por isso é fundamental a prevenção, a adesão ao tratamento diário de controlo para prevenir os sintomas, bem como melhorar a função pulmonar e prevenir as crises. Só assim é possível ter uma vida feliz e saudável mesmo com asma.”

Concurso Nacional sobre a Asma

A APA está a lançar um concurso de fotografia e vídeo sobre a asma, para interessar a população sobre a problemática desta doença inflamatória crónica.

CONSEQUÊNCIAS DO MAU CONTROLO DA ASMA

Também a SPAIC – Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica se associa a este Dia, apoiando duas campanhas de comunicação (#paraqueaasmanaotepare# e “vencer a asma”), que pretendem sensibilizar os doentes asmáticos, os profissionais de saúde e a população em geral para a importância do controlo da doença, na melhoria da qualidade de vida.

Segundo a SPAIC, as consequências do mau controlo da asma são as agudizações da asma, com necessidade de internamento, consultas de urgência e absentismo escolar e laboral…

“Um terço das crianças asmáticas portuguesas é internada por asma pelo menos uma vez na vida – em média cada criança com asma vai 1 a 2 vezes por ano aos serviços de urgência e falta 6 dias por ano à escola.”

PLANTAR ÁRVORES, É POSSÍVEL!

O Projeto CAPA – Cuidados Adequados à Pessoa com Asma – lembra que entre a percentagem dos que não controlam a doença, 88% pensam que sim!

É para demonstrar que “se a asma merecer o tratamento correto, o doente asmático pode viver sem sintomas, ou com sintomas mínimos”, realizaram, em associação à semana do Dia Mundial da Asma, uma plantação de árvores, como símbolo de uma respiração saudável.

O Movimento CAPA é a componente portuguesa do projeto internacional ARC – Astma Right Care.

RECORDANDO OS NÚMEROS SOBRE A ASMA:

– Afeta 300 milhões de pessoas em todo o mundo;

  e 700 mil pessoas em Portugal (dos quais, 175 mil crianças e adolescentes);

– Só metade (cerca de 53%) tem a doença controlada;

– Entre os que não a controlam, 88% pensam que sim!

Cada criança com asma (em média)

– Vai 1 a 2 vezes por ano aos serviços de urgência;

– Falta 6 dias por ano à escola.

CONTACTOS ÚTEIS:

apa.org.pt
spaic.pt
capa-asthmarightcare.org

banner-airfree-ptPowered by Rock Convert
Close Menu