fbpx
MOFOS: Causas e Efeitos

MOFOS: Causas e Efeitos

Por que é que os mofos aparecem? Que tipo de infecções podem provocar e quais são os prejuízos de ambientes com mofos para a nossa saúde?

Antes de responder a estas perguntas, é importante perceber o que são os mofos:

Mofo são microrganismos que pertencem a um reino separado de animais e plantas, o Reino dos Fungos. Normalmente, apresentam-se como massas de filamentos visíveis (manchas que encontramos nos diversos ambientes, por exemplo) e reproduzem-se por estruturas microscópicas transportadas principalmente através do ar, denominadas esporos. É impossível manter um ambiente completamente livre de esporos, mas é possível reduzir a sua quantidade para evitar que novas colónias sejam formadas.

Humidade & “Reino dos Fungos”

Se todos os ambientes possuem esporos no ar, por que motivo alguns possuem manchas de mofo, e outros não? A resposta está nas condições do ambiente. É que além de necessitarem de nutrientes, provenientes de diversas fontes, como madeiras, colas, papéis, tecidos e outros materiais, estes microrganismos são altamente dependentes da humidade, sendo que esta pode ser proveniente do ar, ou mesmo de alguns desses materiais.

De facto, quanto mais poroso for um material, mais humidade ele acumula e maior probabilidade existe de serem encontrados mofos. É por isso que eles são tão comuns em paredes com vazamentos, cozinhas, casas de banho, sótãos, porões, e também em armários fechados, roupas e calçado, além de livros.

Irritações várias

Apesar de a maioria das pessoas associar fungos aos espirros alérgicos, existem outros prejuízos que eles podem causar à saúde:

Dentre os sintomas alérgicos mais comuns, além dos espirros, observa-se congestão e prurido nasal, irritação na garganta e tosse. Sintomas mais graves, como dificuldade em respirar associada a “chiado” no peito, normalmente ocorrem em pessoas com asma. Mas mesmo outras que não sofram desse mal podem apresentar os mesmos sintomas, como resposta alérgica ao mofo.

Efeitos tóxicos

Os mofos também podem causar efeitos tóxicos, mais difíceis de serem mapeados. Eles ocorrem devido à libertação de toxinas, denominadas microtoxinas. A exposição às toxinas pode acontecer pelo processo de inalação, contato dérmico, e pela ingestão de alimentos contaminados.

Neste último caso, os sintomas são de náusea, vómito e diarreia. Apesar de não serem casos comprovados, existem indícios de que as microtoxinas inaláveis podem causar hemorragia pulmonar, reações de depressão do sistema imunológico (diminuindo a habilidade do organismo de reagir a doenças), efeitos neuro tóxicos (como fadiga, dores de cabeça, perda de memória, depressão, variações de humor, convulsões e tremores) e efeitos carcinogênicos (causadores de cancro). 

Infecções

E por último, mas não menos importante, os mofos podem ser responsáveis por causar infecções, que vão desde oculares, até pulmonares. As infecções por fungos são bastante graves e de difícil diagnóstico e tratamento. Ocorrem geralmente em pessoas imunocomprometidas, isto é, pessoas com deficiência no sistema de defesa do organismo.

Por tudo isto é da maior importância, sobretudo nos meses de inverno, manter a casa o mais livre possível de humidade, combatendo os mofos.

E como fazê-lo, é tema que também pode encontrar neste Blogue, nosso espaço informativo, que lhe dedicamos

Já agora, um Feliz 2020!

banner-airfree-ptPowered by Rock Convert
Close Menu