fbpx
Microrganismos: Vivendo com os Inimigos?
Saiba o que são os microrganismos e porque devemos eliminá-los.

Microrganismos: Vivendo com os Inimigos?

Inevitavelmente, os microrganismos estão presentes no ar que respiramos. E o que são? Como proliferam? E por que devemos eliminá-los?

Conforme o nome indica, microrganismos são organismos que só podem ser vistos ao microscópio. Incluem os vírus, as bactérias, os protozoários, as algas unicelulares, fungos (as leveduras unicelulares assim como os demais fungos pluricelulares), e os ácaros.


Os microrganismos estão presentes em todos os ambientes, inclusive no ar que respiramos. Portanto, tanto microrganismos vivos como as suas partes, podem ser considerados poluentes biológicos. Exemplos são fungos (especialmente o mofo), bactérias, ácaros e suas partes, além dos vírus.
Eles podem encontrar nutrientes e humidade (elementos essenciais para a sua existência) nos mais diversos materiais, como veremos a seguir.

A fim de que seja possível viver num ambiente totalmente livre destes contaminantes, é necessário, sobretudo, que nos certifiquemos de que a sua quantidade se restringe a patamares aceitáveis.


Além disso, a humidade é o principal fator de multiplicação dos microrganismos. Ela costuma ser mais elevada nos ambientes internos, especialmente naqueles com baixa taxa de renovação do ar.

Como os poluentes biológicos podem afetar a nossa saúde!

Os efeitos dos poluentes na saúde humana dependem, sobretudo, de três fatores:

  • Da quantidade de poluentes
  • Do tipo de poluentes (mais ou menos perigosos)
  • Da sensibilidade ou Resistência do indivíduo. Pessoas alérgicas e imunossuprimidas, por exemplo, tendem a ser mais sensíveis a esses agentes.

As reações podem ser do tipo:

  • Alérgica, como no caso da rinite, asma atópica, dermatite atópica e sinusite crónica
  • Infecciosa: como no caso de gripes, resfriados e pneumonias.
  • Tóxica: São as menos estudadas, mas existem indícios de que certos mofos que se desenvolvem nos ambientes internos possam ser responsáveis por casos de hemorragia pulmonar e até cancro.

Devido a essas reações, é importante manter o ar e as superfícies dos ambientes internos o mais limpo possível.

Para isso, conheça algumas fontes de microrganismos e como combatê-las:

Possíveis Fontes de Poluentes Biológicos:

Bactérias: Reservatórios com água estagnada, torres de resfriamento, bandejas de condensado, desumidificadores, humidificadores, serpentinas de condicionadores de ar, superfícies húmidas e quentes e ar externo.

Ambientes Domésticos: Higienizar as superfícies para eliminar infiltrações e
promover a purificação do ar com equipamentos especializados.

Fungos: Ambientes húmidos e outras fontes de multiplicação fúngica, como materiais porosos orgânicos húmidos, forros, paredes e isolamentos húmidos; ar externo, interior de condicionadores e dutos sem manutenção, vasos de terra com plantas.

Ambientes Domésticos: Eliminar materiais porosos contaminados; higienizar os materiais não porosos contaminados; eliminar ou restringir vasos de plantas com cultivo em terra, ou substituir pelo cultivo em água (hidroponia); utilizar um purificador de ar.

Vírus: Hospedeiro humano.

Ambientes Domésticos: Utilizar um purificador de ar.

Artrópodes e partes destes (insetos, ácaros): Poeira caseira.

Ambientes Domésticos: Fazer uso de capas protetoras nos colchões e
travesseiros
; evitar carpetes, peluches e cortinas; higienizar o mobiliário e utilizar, sobretudo, um purificador de ar.

banner-airfree-ptPowered by Rock Convert
Close Menu