Visite o seu dentista mesmo em tempos de pandemia!

Visite o seu dentista mesmo em tempos de pandemia!

É importante ir frequentemente ao dentista, contudo é preciso estabelecer esta rotina desde a infância. Desta forma, as crianças terão maiores hipóteses de manter todos os cuidados ao longo da vida. Isto com um sorriso bonito e saudável!

Sorrir é o primeiro passo para a demonstração de alegria e ajuda a abrir caminhos para interações sociais. Mas o simples ato de mostrar os dentes, pode tornar-se num momento de tensão e nervosismo para quem não os dentes saudáveis. Por isso, a ida regular ao dentista deve ser motivada desde a infância. Desta forma, cada vez mais pessoas cuidarão da sua saúde oral.

Estima-se que as cáries e a doença periodontal atinjam quase 100% da população adulta no mundo. Se tratada logo, a cárie pode ser facilmente removida por um dentista, sem deixar sequelas significativas nos dentes. Mas a gravidade varia de acordo com cada pessoa e o tempo sem visitar o dentista.

A doença periodontal é mais comum nos adultos e é causada pela inflamação e infecção gengival e óssea dos arredores do dente. Por normal, acontece devido à má higiene oral e uso de tabaco. Contudo, em casos mais graves pode afectar os dentes e os ossos próximos, inclusive levar até à perda destes. Por exemplo, pode também ser um fator de risco para doenças cardíacas e pulmonares.

Independentemente da doença, uma coisa é certa: inicie o tratamento o mais rápido possível! É mais fácil e económico.

Como manter a higiene oral?

Para iniciar rapidamente o tratamento é importante ir ao dentista regularmente, pelo menos uma vez por ano. Isto para realizar limpezas e verificar se há alguma cárie ou tártaro para ser retirado.

É essencial que cuide dos dentes! Através de uma alimentação saudável, higiene oral e reforço da resistência dentária. A eficácia das escovas de dentes manuais e das escovas elétricas é semelhante, desde que utilizadas adequadamente (sempre após as refeições).

Dentista nas várias fazes da vida

A importância da higiene oral começa desde o nascimento do bebé, antes mesmo do surgimento dos dentes. Nesta idade devemos utilizar gaze ou dedeira para a limpeza das mucosas. A escova, pasta de dentes devem ser usadas apenas quando surgem os primeiros dentes. A partir daí também é recomendada a utilização de fio dentário.

Segundo a Direção-Geral de Saúde (DGS), a escovagem dos dentes também deve ser realizada na escola. No pré-escolar e no 1º ciclo, com supervisão, e nos outros ciclos de forma autónoma.

Nos idosos e pessoas com patologias sistémicas é necessário redobrar os cuidados com a higiene oral, incluindo a higiene das próteses dentárias. Isto porque o uso de alguns medicamentos pode causar a falta de saliva, causando o secamento da boca e agravando problemas orais.

É seguro ir ao dentista na pandemia da COVID-19?

Muitas pessoas deixaram de ir ao dentista nos últimos dois anos para prevenir a transmissão do Novo Coronavírus no consultório dentário. De fato, existem diversos instrumentos usados pelos dentistas que podem conter microrganismos, água, sangue, saliva e outros detritos oriundos da cavidade oral do paciente.

Destes resíduos, os bioaerossóis (partículas derivadas de organismos como bactérias, fungos e vírus) podem depositar-se em várias superfícies do consultório, representando um risco maior para os pacientes, funcionários e dentistas.

Por isso, evite momentos de pico e intensidade de transmissão do vírus. Verifique se o seu dentista toma todas as medidas de prevenção necessárias para diminuir as hipóteses de contágio.

É necessário que todos sigam as recomendações de higiene, uso equipamentos de proteção, assim como manter a boa circulação do ar no ambiente fechado.

Airfree no consultório odontológico

No consultório do dentista todos respiram o mesmo ar, durante e após procedimentos odontológicos há um aumento na concentração de bactérias. Ou seja, se a ventilação natural e/ ou mecânica usada no ambiente não for suficiente para renovar o ar, os poluentes vão acumular-se.

Duas formas eficazes para prevenir a transmissão da COVID-19, assim como a circulação de outros microrganismos causadores de doenças (vírus, bactérias e fungos), são a ventilação mecânica e a purificação do ar.

O purificador de ar Airfree usa o calor para destruir microrganismos e alcança 99,99% de eficiência na esterilização do ar.

Portanto, se é dentista e quer saber mais sobre as opções de purificadores de ar para consultório odontológicos clique aqui.

banner-airfree-pt