Novo Coronavírus: Tudo o que precisa saber sobre este  Vírus
tudo que precisa saber sobre este virus

Novo Coronavírus: Tudo o que precisa saber sobre este Vírus

Um vírus até agora desconhecido pela ciência está a causar doenças pulmonares graves em centenas de pessoas. Foi na China que surgiram os primeiros casos e mortes pelo coronavírus, e já foram confirmados casos noutros países da Ásia, América do Norte, Oceania e, mais recentemente, Europa. 


O que é o Coronavírus

Primo do vírus da SARS (sigla em inglês para Síndrome Respiratória Aguda Grave), os coronavírus pertencem a um grande grupo de vírus comuns entre os animais.
Em casos raros, eles são o que os cientistas chamam de zoonóticos, ou seja, que podem ser transmitidos de animais para seres humanos, de acordo com os Centros dos EUA para Controle e Prevenção de Doenças.

Sintomas

Os sintomas de infecção pelo novo coronavírus em humanos geralmente são semelhantes aos causados ​​pela gripe, a saber

  • Problemas respiratórios, incluindo bronquite ou pneumonia resistente a antibióticos
  • Tosse
  • Nariz a pingar
  • Comichão na garganta
  • Dor de cabeça
  • Febre

Em alguns casos, complicações sérias podem surgir em pessoas saudáveis ​​que contraíram a infecção, como a pneumonia resistente a antibióticos, o que pode ser fatal.

Como o Vírus se propaga

O novo vírus foi denominado, pela Organização Mundial de Saúde, como 2019-nCoV. O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) recomenda que qualquer pessoa que possa ter sido exposta à doença seja monitorada por 14 dias, após um contacto próximo.

Os sintomas a serem observados incluem febre, tosse, falta de ar, dificuldade em respirar, dores no corpo, dor de garganta e até vómito e diarreia.

Como tratar  

Não há tratamento específico. Contudo, pesquisas estão em andamento e os especialistas aconselham a que se procure atendimento imediato.

Na maioria das vezes, os sintomas desaparecem por conta própria, mas quando parecerem ser piores que um resfriado comum, deve consultar-se o médico.

Os médicos podem aliviar os sintomas, prescrevendo um medicamento para dor ou febre.

O CDC diz que um humidificador no quarto ou um banho quente podem ajudar na dor de garganta ou tosse. É importante beber bastantes líquidos, descansar e principalmente dormir o mais possível.

Segundo a OMS: qual a proteção, para não ser infectado

As recomendações padrão da OMS para o público em geral, com o objetivo de reduzir a exposição e principalmente a transmissão de uma série de doenças, são as seguintes:

  • Limpe as mãos com freqüência, lavando-as com água e sabão e usando um desinfetante à base de álcool;
  • Ao tossir e espirrar, cubra a boca e o nariz com o cotovelo e utilize lenços de papel descartáveis, lavando as mãos em seguida;
  • Evite contacto próximo com quem tem febre e tosse; Se tiver febre, tosse e dificuldade em respirar, procure atendimento médico imediato e partilhe, com o especialista, o histórico de viagens anteriores;
  • Ao visitar mercados ao ar livre, em áreas com casos de novos coronavírus, evite o contacto direto desprotegido com animais vivos e superfícies em contacto com os mesmos;
  • O consumo de produtos de origem animal crua ou mal cozida deve ser evitado. Carne crua, leite ou órgãos de animais devem ser manuseados com cuidado, para evitar a contaminação cruzada com alimentos não cozidos, conforme as boas práticas de segurança alimentar.

Referências:

Heat inactivation of the Middle East respiratory

Stability and inactivation of SARS coronavirus

Evaluation of inactivation methods for severe acute respiratory syndrome coronavirus in noncellular blood products

banner-airfree-ptPowered by Rock Convert