SEM ALERGIA ÀS FÉRIAS!

SEM ALERGIA ÀS FÉRIAS!

Neste verão passeie muito, aventure-se por lugares novos, mas, se sofrer de alergias, tenha especial atenção aos perigos escondidos em espaços que não fazem parte da sua rotina.

Até final de setembro ainda será tempo de férias para muitos portugueses. E quer se viaje para uma casa de campo ou praia, para um hotel, ou se opte por um parque de campismo, há cuidados especiais que os alérgicos devem ter em conta…
De outra forma, se sofrer de alergias ou asma o que não vai mesmo querer como companhia serão espirros, olhos lacrimejantes ou outros incómodos que se possam agravar ao sair da sua habitual “zona de conforto”.

NUMA CASA DE CAMPO OU PRAIA

  • Decerto ela fica fechada longos períodos de tempo, por isso ventile-a bem logo que chegar;
  • Coloque colchões, travesseiros e cobertores ao Sol.
  • Se não tiver levado consigo roupas de cama, ou outras, como por exemplo toalhas, antes de usar as que ficaram guardadas por muito tempo lave-as com temperaturas acima dos 55oC. Essa medida auxiliará na redução dos ácaros.
  • Evite muitos materiais porosos no interior da residência.
  • Para a restante limpeza evite vassouras e espanadores, pois levantam poeira. Prefira panos húmidos na limpeza da casa.

CASO SE INSTALE NUMA UNIDADE HOTELEIRA…

Tendo em vista o crescente nível de exigência do público, vários tipos de unidades hoteleiras aderem, cada vez mais, ao conceito de “hotéis saudáveis”. E não apenas nos menus e opções de lazer, mas também no cuidado com a qualidade do ar…
Para evitar a indisposição de hóspedes e proporcionar-lhes uma estadia mais agradável, algumas medidas têm sido adotadas, como por exemplo a utilização de materiais recicláveis e com baixo índice de emissão de compostos químicos voláteis; a diminuição do recurso a produtos químicos; e, principalmente, a melhoria da qualidade do ar que se respira, especialmente nos quartos.

Se a viagem envolver a estadia num hotel ou pousada, ao fazer a reserva, sobretudo os alérgicos devem lembrar-se de:

  • Evitar quartos com carpetes, preferindo os de piso frio e com poucos objetos porosos.
  • Procurar saber a opinião de outros usuários, por exemplo consultando o Facebook dessa unidade hoteleira ou, melhor ainda, conhecendo alguém que já lá tivesse estado…
  • Certificar-se de que o seu alojamento é para não fumadores. E caso sinta odor de mofo ou cigarro, não ter receio de pedir outro quarto.

OU SE FOR ADEPTO DO CAMPISMO

Há cada vez maior número de portugueses a optar pelo campismo, mas esta “arte de viver ao ar livre” tem os seus desafios, e ainda mais no caso das pessoas alérgicas.
Assim, antes da viagem é importante:

  •  Consultar o médico de família, que poderá prescrever alguma medicação e dar aconselhamento à medida do local do acampamento e período de tempo em que o alérgico lá estiver.
  • Para um destino novo, saber se existe, nas proximidades, um serviço médico de emergência, farmácia e respetivos contatos, e verificar se o local tem cobertura de rede para chamadas por telemóvel.
  •  Se usar um nebulizador, assegurar-se de que o parque de campismo dispõe de energia elétrica.

Entretanto, muitos novos campistas preferem os parques e outros locais que possuam equipamentos mais complexos e confortáveis, como sejam os teepes, bungalows, caravanas residenciais e mesmo chalets.
E se este for o seu caso, a luz elétrica permite que leve também consigo um purificador do ar.

banner-airfree-ptPowered by Rock Convert
Close Menu