ACENDER OUTRO CIGARRO? SÓ SE FOR O ÚLTIMO.

O Tabaco está ligado às principais causas de morte conhecidas.

A 17 de novembro assinala-se o Dia Mundial do Não Fumador, uma data de rastreios e ações de prevenção e sensibilização, mas também de desafio aos fumadores… para que acendam o último cigarro.

p1zb3ng

Segundo a OMS, o consumo de tabaco é responsável pela morte de seis milhões de fumadores a nível mundial, prevendo-se que até ao final deste século sejam mais de mil milhões. Na Europa, os dados apontam para um milhão e 200 mil mortes anuais, número que tende a ascender aos dois milhões.

Entre nós o Tabaco mata mais de 12.000 portugueses por ano, segundo o relatório Portugal – Prevenção e Controlo do Tabagismo em Números 2015, da Direcção-Geral da Saúde (DGS) e do Programa Nacional para a Prevenção e Controlo do Tabagismo. Nele se regista que o número de pessoas que fuma diariamente em Portugal tem vindo a diminuir, mas que existe um aumento da “experimentação do consumo” por parte dos mais novos.

“O Tabaco Afoga o Coração”

Pneumologista, o Dr. José Reis Ferreira refere-se ao Tabaco como “entorpecedor dos mecanismos da circulação em geral e do coração, um dos seus alvos favoritos.” Explica:

“O condensado de tabaco contém alcatrões em grande quantidade; a nicotina aperta os vasos sanguíneos e perturba a forma física do fumador. O fumo do tabaco tira o oxigénio ao seu consumidor, seja novo, seja idoso, seja homem ou mulher.

Como em qualquer máquina ou viatura, que exige cuidados de afinação e limpeza, o tabaco e seus produtos emperram e afogam o coração, o pulmão e a circulação sanguínea.

O melhor é não experimentar nunca fumar, mas se ainda fuma pare logo que possa. Cada gota de fumo e óleo sujo do seu condensado afeta a sua máquina (só terá uma vida para viver) e também prejudica gravemente os que consigo se relacionam e o ambiente em geral.

Discuta o seu caso com um profissional de saúde. Não fume!”

Este texto consta do site da Fundação Portuguesa de Cardiologia, nossa fonte para alguns dados aqui editados, designadamente sobre as consequências do Tabaco e vantagens de cessar o seu consumo.

TABAGISMO = MENOS 10 ANOS DE VIDA!

Responsável pela diminuição da qualidade e duração de vida, o tabagismo tem ainda a agravante de ser um factor de risco não apenas para o fumador, mas para todos aqueles que se encontram frequentemente expostos ao fumo passivo.

Os fumadores têm, em média, menos dez anos de vida do que os não fumadores, pois as substâncias do fumo do tabaco afetam alguns órgãos importantes, ao mesmo tempo que tornam o organismo mais frágil em relação a uma série de doenças.

O tabaco é responsável por:

– 25 a 30% da totalidade dos cancros — incluindo cancro do aparelho

  respiratório superior (lábio, língua, boca, faringe e laringe);

– 80% dos casos de doença pulmonar obstrutiva crónica;

– 75 a 80% dos casos de bronquite crónica;

– 90% dos casos de cancro do pulmão;

– 20% da mortalidade por doença coronária.

As doenças cardiovasculares são 2 a 4 vezes mais frequentes nos fumadores.

Deixar de fumar é, pois a medida preventiva mais eficaz para diminuir os riscos de enfarte do miocárdio, angina de peito, doença arterial periférica e acidente vascular cerebral.

 

Parar de fumar em 10 passos:

1.Marque um dia concreto para deixar de fumar (no prazo máximo de 15 dias).

  1. Até chegar o dia fixado, faça alguma preparação: enumere as razões que o levam a deixar de fumar e treine pequenos períodos de abstinência.
  1. Aprenda a conhecer-se enquanto fumador: identifique os momentos e o número de cigarros que fuma e procure avaliar quais são os cigarros que fuma apenas por “tédio”.
  2. Comunique a decisão às pessoas mais próximas, para sentir maior apoio.
  1. Durante alguns dias (ou mesmo semanas), pode sentir ansiedade, inquietação e irritação. Pode também sentir dificuldade em dormir e concentrar-se. Lembre-se que são sintomas passageiros e que já muitas pessoas os ultrapassaram.

Você também vai conseguir.

  1. Tenha sempre presentes as razões que estiveram na origem da decisão.
  1. Faça uma alimentação saudável, para evitar o aumento de peso.
  1. Evite locais com fumadores e afaste objectos que lhe lembrem o Tabaco, como por exemplo cinzeiros e isqueiros.
  1. Pratique atividade física, pois ajuda a controlar a ansiedade e permite-lhe estar em boa forma.
  1. Não desista: se tiver uma recaída, fixe uma nova data e recomece a tentar.

 

AS SUBSTÂNCIAS TÓXICAS DE UM CIGARRO

Um cigarro contém cerca de 4.000 substâncias com efeitos tóxicos e irritantes, 70 das quais mencionadas como cancerígenas.

Alguns exemplos:

–  Nicotina, responsável pela redução da irrigação sanguínea nos tecidos

 e no sistema nervoso central;

Substâncias radioactivas (como Polónio 210 e Carbono 14);

Metais pesados (como o chumbo e o cádmio) que se concentram no fígado,

 rins e pulmões;

Monóxido de carbono, que assume o lugar do oxigénio conduzindo

 à intoxicação do organismo;

Alcatrão (altamente cancerígeno).

 

O QUE GANHA SE PARAR DE FUMAR:

Após 20 minutos

  • A pressão arterial e o ritmo da pulsação voltam ao normal.

Após 8 horas

  • Os níveis de nicotina e monóxido de carbono no sangue diminuem em

50% e o oxigénio sobe para valores normais.

Após 48 horas

  • A tensão arterial é estabilizada e o paladar melhora.

Após 72 horas

  • Os brônquios descontraem-se, a respiração solta-se e a pele torna-se mais luminosa.

Após 2-12 semanas

  • A circulação melhora significativamente e caminhar torna-se menos cansativo.

Após 6-9 meses

  • Sente um aumento gradual do bem-estar geral, acompanhado de maior vitalidade.

Após 5 anos

  • O risco de cancro da boca e do esófago reduz-se para metade.

Após 10 anos

  • Corre 50 % menos risco de ter um cancro do pulmão do que um fumador.

Após 15 anos

  • O risco de doença cardiovascular é semelhante ao de uma pessoa não fumadora, do seu sexo e idade.

NOTÍCIAS EM NOVEMBRO…

“Um maço por dia equivale a 150 mutações genéticas por ano, só nos pulmões, de acordo com um estudo que avaliou as consequências do Tabaco no ADN.”

http://visao.sapo.pt

“Nas estimativas da Organização Mundial de Saúde todos os anos morrem pelo menos seis milhões de fumadores, e até ao final deste século prevê-se que sejam mais de mil milhões.”

http://publico.pt

“O consumo de tabaco diminuiu 5% desde a alteração da lei, e apesar de haver menos rapazes fumadores, continua a aumentar o número de raparigas que fumam, assim como estão a aumentar os cancros de pulmão em mulheres.”

http://observador.pt , segundo dados revelados à Lusa pelo Prof. Dr. António Araújo, presidente da Pulmonale – Associação Portuguesa de Luta Contra o Cancro do Pulmão.

PARAR DE FUMAR COM AJUDA ESPECIALIZADA?

Na Internet os interessados podem encontrar inúmeras opções para Consultas de Cessação Tabágica.

Para esse objetivo, sugerimos também que contacte a Pulmonale, através do email ajuda@pulmonale.pt

Tem ainda os telefones: 220 946 887; 913 850 272.

Recolha de dados de:

MLG – Comunicação e Serviços

mlg@mlg.pt

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s