“EU TENHO A ASMA GRAVE NA MÃO”

É este o nome da campanha lançada pela APA – Associação Portuguesa de Asmáticos”, assinalando o Dia Mundial da Asma, a 3 de maio.

asthma

Afeta cerca de 700.000 portugueses, estimando-se que 10% correspondam a casos de asma grave!

Mas a asma é, ainda hoje, uma doença pouco valorizada, já que muitas pessoas não estão corretamente diagnosticadas e tratadas. Por isso, o lançamento desta campanha de sensibilização para a asma grave tem como objetivo promover maior informação junto dos doentes e, assim, aumentar o controlo da doença.

Segundo o Dr. Mário Morais de Almeida, imunoalergologista e Presidente da APA, o desconhecimento da gravidade da doença condiciona a qualidade de vida dos doentes. Explica:

“Quando a asma não está controlada, os doentes sentem uma limitação da sua qualidade de vida, sendo a doença causa frequente de faltas à escola ou ao trabalho, recursos ao serviço de urgência e internamentos hospitalares. Por isso, nos casos em que as pessoas tomem medicação de crise (“SOS”) mais do que uma vez por semana, tenham mais do que uma noite mal dormida por mês, e mais do que uma crise asmática por ano, é possível que a asma não esteja controlada, pelo que devem consultar o médico…

“A limitação da qualidade de vida, incluindo a realização de atividades desportivas, é frequente. Tosse, pieira ou dificuldade em respirar desencadeadas pelos esforços físicos, riso ou choro, são características de uma asma que não está controlada”, alerta o especialista, para quem esta campanha visa também “apontar soluções para a melhor qualidade de vida dos asmáticos.”

O QUE É A ASMA?

A asma é uma doença heterogénea em que frequentemente existe uma inflamação crónica das vias aéreas. Quando as vias aéreas inflamadas são expostas a vários estímulos ou fatores desencadeantes tornam-se híper-reativas e obstruídas, limitando o fluxo de ar através de bronco-constrição, produção de muco e aumento da inflamação.

Entre os sintomas mais comuns estão a pieira recorrente, tosse com agravamento noturno, sensação de aperto no peito e dificuldade respiratória.

Sabe-se que a asma tem origem numa conjugação de fatores genéticos e ambientais. Entre os fatores desencadeantes mais comuns estão os alérgenos, como ácaros domésticos, baratas, pólen, pelo de animais e fungos, os agentes infeciosos, nomeadamente virais, e diversos outros fatores ambientais, como o fumo de tabaco ativo e passivo, a poluição atmosférica e as variáveis meteorológicas, irritantes químicos, exercício físico e determinados fármacos, como a aspirina.

Números…

Estima-se que a asma afete cerca de 700.000 portugueses, e que 10 por cento correspondam a casos de asma grave, sendo responsáveis por mais de 50 por cento dos custos totais desta doença.

A asma é ainda responsável por mais de 50 mil hospitalizações / ano na Europa.

 

***

 

SOBRE ESTE DIA MUNDIAL…

Apesar do já impacto que a asma pode ter na vida dos doentes, muitas são as pessoas (em especial crianças) que continuam sem ter a doença diagnosticada. Para a APA, “este dia é mais um passo na luta para alcançar o controlo da asma. Um passo que precisamos firmar e perpetuar para conseguirmos melhorar a nossa saúde respiratória.”

 

Programa / Atividades / 3 de maio:

– Lançamento da campanha “Eu tenho a asma grave na mão”, em parceria com  a Novartis;

– Distribuição de jornal temático sobre asma, em parceria com a Mundipharma;

– Lançamento do novo site da APA (www.apa.org.pt) e divulgação / promoção da página de Facebook recentemente criada;

– Ação na escola Externato João XXIII com 2 “aulas” sobre asma / alergias, envolvendo cerca de 150 crianças do ensino básico;

– Colaboração com meios de comunicação social, divulgando mensagens sobre asma / controlo da doença.

 

SABER MAIS…

A Associação Portuguesa de Asmáticos tem como objetivo chamar a atenção dos doentes, profissionais de saúde e do público em geral para a asma como um problema global de saúde pública, aumentando a literacia sobre esta importante doença. Para mais informações consulte: www.apa.org.pt ou https://www.facebook.com/APAsmaticos/

 

Agradecimentos:

Dr. Mário Morais de Almeida, imunoalergologista, Coordenador do Centro de Alergia dos Hospitais CUF e Presidente da APA.

 

Coordenação de textos:

MLG – Comunicação e Serviços

 

Nota:

Na próxima 5ª feira, dia 5, publicaremos neste nosso espaço / Blogue, as respostas da APA a algumas questões de relevo sobre a asma.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s