FOREVER FRIENDS…  

O calendário marca 30 de Julho como o “Dia Internacional do Amigo.” 
E a amizade é um sentimento sempre presente, nos bons e maus momentos das nossas vidas. Nada mais justo, portanto, que homenageá-la nesta data. Pretexto, também, para refletir sobre as “novas formas” que a palavra assume na Era Digital…

 Todos tivemos já momentos de ‘brilhozinho nos olhos’, como lhes chamou Sérgio Godinho. Passámos noites a imaginar um mundo melhor, a dizer disparates ou a partilhar dificuldades, sabendo que ou outros estão lá connosco. Podem não concordar com tudo o que dizemos, mas compreendem-nos e aceitam-nos. Porque são amigos…

Este artigo, da autoria da Profª Maria Luísa Pedroso de Lima, especialista em Psicologia Social da Saúde, e gentilmente cedido pela revista “Saúde e Bem-Estar”, confirma: “Amigos? Coisa mais preciosa no mundo não há!”

Happy smiling young people

A solidão mata!

A investigação tem mostrado que a falta de amigos, a solidão, é prejudicial à saúde, mais prejudicial mesmo do que o consumo de tabaco ou álcool. Em contrapartida, as pessoas que têm mais relações sociais disponíveis e as que estão inseridas num maior número de redes sociais têm menor probabilidade de adoecer e de morrer. Estes dados são de uma enorme fiabilidade, pois têm sido constatados em pesquisas realizadas em todo o mundo, assentes em amostras muito diversas.

A interação social tem efeitos benéficos mesmo em grupos com estilos de vida pouco saudáveis. Por exemplo, uma equipa de investigadores do Reino Unido, em 2012, analisou a probabilidade de morte de cantores de rock com carreiras a solo e em grupo. Verificaram que os elementos de bandas tinham taxas de mortalidade duas vezes mais baixas do que os cantores a solo. Assim, as amizades não se limitam a melhorar a qualidade das nossas vidas, como aumentam também a sua duração.

A solidão não é uma mera variável psicológica que produz stress, mas uma variável social que, de acordo com estimativas recentes, aumenta em cerca de 30% a probabilidade de morte.

Ter amigos faz bem à saúde

É verdade: ter amigos faz bem à saúde, portanto! Diversas ciências têm procurado identificar os mecanismos que justificam esta associação. Sabemos, por um lado, que a amizade promove a ligação próxima com outros, e que esta tem consequências positivas para a saúde. Quando estamos com amigos rimos mais, exprimimos um maior número de emoções positivas, sentimo-nos mais apoiados e otimistas. Por exemplo, num curioso estudo realizado em 2008, nos Estados Unidos, as pessoas acompanhadas por um amigo consideravam um monte como menos íngreme do que quando estavam sozinhas.

Group of people with thumbs up

Ter amigos quer dizer contar com pessoas em quem se pode confiar em momentos difíceis, ter ligações fortes com os outros, e estas seriam variáveis mediadoras importantes para compreender os impactos dos relacionamentos sociais na saúde.

Relações menos profundas também são úteis

Por outro lado, a pesquisa também tem salientado a relevância de relacionamentos sociais menos profundos. A interação social permite validar as nossas visões do mundo, reduzindo a incerteza e construindo afinidades que nos ligam a outras pessoas. A troca de ideias e a comparação com os outros é fundamental para construirmos as nossas opções e uma imagem positiva de nós próprios. Assim, os contactos sociais, mesmo que não sejam particularmente íntimos, permitem-nos adquirir uma sensação de pertença e de participação social que tem impacto positivo na saúde.

NOVAS EXPRESSÕES DE AMIZADE SÃO MENOS “SACIANTES”

As amizades de hoje têm expressões diferentes das de há uns anos atrás. Já não comunicamos com amigos apenas ao vivo ou pelo telefone, mas por email, SMS ou através das redes sociais. Temos mesmo amigos virtuais. Mas será que o “brilhozinho nos olhos” se mantém nessas interações? A pesquisa sobre o impacto destas novas formas de expressão da amizade sobre a saúde está ainda no seu início. Todavia, eu diria que os resultados apontam para que estas estão para o contacto ao vivo com amigos tal como os snacks estão para as refeições verdadeiras: enganam a fome, mas não a saciam verdadeiramente.

Agradecimentos:
– Profª. Maria Luísa Pedroso de Lima

– Profª. Catedrática, Diretora do Mestrado em Psicologia Social da Saúde no ISCTE-IUL.
– Revista “Saúde e Bem-Estar” (que também cedeu as imagens).

 

A AMIZADE É UM AMOR QUE NUNCA MORRE

O Dia Internacional do Amigo (ou Dia Internacional da Amizade) celebra-se todos os anos a 30 de julho, um pouco por todo o mundo.

A data – também conhecida simplesmente como o “Dia da Amizade” – foi instituída pelas Nações Unidas em abril de 2011.

Alguém disse que “A amizade é um amor que nunca morre”. De facto, muitas pessoas conseguem manter, por toda a vida, uma amizade que começou na infância.

E este sentimento tem inspirado, ao longo dos séculos, poetas, pensadores, filósofos, a escrever sobre a amizade belas frases, que perduram através de gerações. Como estas, por exemplo:

A amizade duplica as alegrias e divide as tristezas.” – Francis Bacon
A melhor parte da vida de uma pessoa está nas suas amizades. – Abraham Lincoln
A amizade é o amor sem asas. – George Byron
Não te interesses sobre a quantidade, mas sim sobre a qualidade dos teus  amigos. – Séneca

Esta entrada foi publicada em Asma. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s